Dicas para o Motociclista

Moto para viajar: 7 modelos para quem quer pegar a estrada!

/
6 0
moto-para-viajar

Cabelos ao vento e um horizonte infinito: eis a descrição mais popular dos motociclistas viajantes. Com essa imagem em mente, aproveitamos o tema para compilar os melhores modelos de moto para viajar.

O nosso objetivo é estimular essa prática no seu cotidiano, explicando as principais características desses veículos e demonstrando como viajar de moto pode ser uma rotina transformadora para a sua qualidade de vida. Por isso, não perca tempo e acompanhe!

A importância de escolher o modelo ideal

Conforto, durabilidade, autonomia e desempenho. Em um todo, esses são os elementos mais importantes para que se tenha uma boa experiência na estrada. Como você pode perceber, todos esses critérios estão intimamente ligados com a tranquilidade do motociclista, que deseja esvaziar a cabeça de todos os dilemas da vida moderna.

É por isso que frisamos a importância do test ride para a sua decisão de compra, sendo uma etapa fundamental para garantir a sua satisfação com o veículo. Sem o teste, você não tem as percepções necessárias para balizar a sua decisão, sob o risco de se decepcionar mais tarde.

Por isso, decidimos colaborar no primeiro passo dessa jornada, listando os modelos mais competentes do mercado para encarar as estradas. Com essa seleção, garantimos que a sua escolha será muito mais fácil, bastando apenas reforçar suas decisões sob critérios de preço, dirigibilidade, conforto e afins.

Os 7 principais modelos de moto para viajar

Comprar uma moto é uma experiência fantástica, pois representa a aquisição de um símbolo de liberdade. No entanto, é importante que se tenha as mesmas preocupações de sempre, examinando as especificações, vantagens e propósito dos modelos, pois todas essas considerações aumentam proporcionalmente a sua chance de satisfação. Agora, vamos lá!

1. Honda GL 1800 Gold Wing Tour

Absolutamente o que há de melhor, mais sofisticado, inteligente e encantador no lineup Honda. A GL 1800 entrega o estado da arte em tudo aquilo que oferece para o motorista, estando certamente, entre os melhores modelos já produzidos na história das duas rodas.

Naturalmente, todo esse requinte cobra seu preço, sendo hoje o modelo mais caro a ser vendido pela montadora. Como era de se esperar, esse é um veículo de imagem para a marca, com poucas unidades em circulação, todas especiais, únicas e tecnologicamente revolucionárias. Veja seus detalhes:

  • Touring;
  • motorização de 1.833 cc com 126 cv de potência e 17,3 kgf.m de torque;
  • transmissão automática DCT de 7 velocidades;
  • capacidade do tanque de 21 litros;
  • altura do assento a 74,5 cm;
  • peso seco de 369 kg;
  • página do modelo.

2. Honda XRE 300

Mas não são todos os entusiastas que desejam uma grande touring, mas sim algo mais versátil e até mesmo compatível com os “trechos lunares” de algumas estradas brasileiras. É por esse motivo que elencamos a XRE 300, a primeira trail da lista que combina acessibilidade, potência, dirigibilidade e diversão em um único pacote. Seus detalhes:

  • Trail;
  • motorização de 291,6 cc com 25,6 cv e 2,80 kgf.m;
  • transmissão manual de 5 velocidades;
  • capacidade do tanque de 13,8 litros;
  • altura do assento a 86 cm;
  • peso seco de 148 kg;
  • página do modelo.

3. Honda XRE 190 ABS

Mas talvez você queira ainda mais acessibilidade. Bem, é por esse motivo que fizemos uma dobradinha da família XRE nesta lista, acrescentando a variante 190 ABS. Como era de se esperar de um modelo com motorização mais modesta, essa moto é ainda mais leve e econômica, sendo uma excelente pedida para os entusiastas de primeira viagem. Veja:

  • Trail;
  • motorização de 184,4 cc com 16,4 cv e 1,66 kgf.m;
  • transmissão manual de 5 velocidades;
  • capacidade do tanque de 13,5 litros;
  • altura do assento a 83,6 cm;
  • peso seco de 127 kg;
  • página do modelo.

4. Honda CB Twister

No entanto, é possível que os modelos trail não sejam do seu agrado. Pensando no público urbano, a Honda desenvolveu a linha CB, entregando uma esportividade domesticada, instigando os proprietários a acelerarem verdadeiros lobos em peles de cordeiro. Veja as características da Twister:

  • Naked;
  • motorização de 249,5 cc com 22,6 cv e 2,28 kgf.m;
  • transmissão manual de 6 velocidades;
  • capacidade do tanque de 16,5 litros;
  • altura do assento a 78,4 cm;
  • peso seco de 137 kg;
  • página do modelo.

5. Honda CB 500F

Continuando a atender o público das esportivas sem carenagem, selecionamos a CB 500F como uma boa candidata à sua garagem. Afinal de contas, o modelo entrega esportividade, discrição e dirigibilidade, permitindo tanto um deslocamento discreto no cotidiano quanto acelerações agressivas nas pistas, durante os finais de semana. Veja:

  • Naked;
  • motorização de 471 cc com 50,4 cv e 4,55 kgf.m;
  • transmissão manual de 6 velocidades;
  • capacidade do tanque de 16,7 litros;
  • altura do assento a 78,9 cm;
  • peso seco de 178 kg;
  • página do modelo.

6. Honda Pop 110i

Mas eis que chega o momento de falarmos da absoluta economia de combustível. Afinal de contas, não são todos que querem pegar a estrada por hobby, mas sim por uma necessidade fundamental, com o desejo de visitar amigos, parentes e afins.

Então, o dilema, como tornar essa realidade em algo econômico e divertido ao mesmo tempo? É para esses que apresentamos a Pop 110i como a solução aos problemas — um modelo que faz médias absurdamente altas, tal como 60 km/l no circuito urbano. Veja seus detalhes:

  • City;
  • motorização de 109,1 cc com 7,9 cv e 0,90 kgf.m;
  • transmissão manual de 4 velocidades;
  • capacidade do tanque de 4,2 litros;
  • altura do assento a 74,9 cm;
  • peso seco de 87 kg;
  • página do modelo.

7.Honda NXR 160 BROS ESDD

Seja enquanto moto usada, semi ou nova, a NXR 160 é um dos modelos mais bem sucedidos da marca no país. Não para menos, já que ela compila uma série de qualidades de suas “irmãs” maiores, como os modelos XRE. Agora, dê uma olhada em suas características:

  • Trail;
  • motorização de 162,7 cc com 14,7 cv e 1,60 kgf.m;
  • transmissão manual de 5 velocidades;
  • capacidade do tanque de 12 litros;
  • altura do assento a 83,6 cm;
  • peso seco de 121 kg;
  • página do modelo.

Pois bem, agora que você já sabe que vale a pena comprar uma moto para viajar, não perca tempo sonhando em como seria bom. Tome ação e converse com o nosso time especialistas, todos capacitados para encontrar o melhor modelo pelas melhores condições de compra. Para tanto, acesse nossa página e Fale Conosco!

Posts Relacionados
/

Cabelos ao vento e um horizonte infinito: eis a descrição mais popular dos motociclistas viajantes.…

0 0
/

Cabelos ao vento e um horizonte infinito: eis a descrição mais popular dos motociclistas viajantes.…

0 0
Leave a Reply

Your email address will not be published.