Dicas Financeiras

Está com dificuldade em conseguir um financiamento? Veja 5 estratégias para adotar

/
11 2
financiamento

Sendo um leitor assíduo desse portal, você já deve ter percebido que as modalidades de aquisição são algumas das principais temáticas dos nossos conteúdos. Pois, dessa vez, elaboramos este artigo financeiro, esclarecendo os principais fatores avaliados na aprovação de financiamento.

Aqui, você encontrará as melhores estratégias para aumentar a sua chance de aprovação, evitando constrangimentos e se aproximando da aquisição da sua moto. Sem mais, acompanhe!

Os principais critérios avaliados na aprovação de financiamento

Antes de tudo, um fato: não há como escapar da análise de crédito! Como já explicamos em alguns artigos, o financiamento é basicamente uma operação de tomada de crédito, ou seja, um empréstimo. Para entender melhor, veja como ele funciona:

  1. o consumidor encontra uma moto que deseja adquirir, mas não possui a quantia para o pagamento à vista;
  2. então, ele opta por financiar;
  3. o valor que já tem, ele utiliza como entrada;
  4. o saldo restante, por sua vez, será o valor financiado;
  5. no financiamento, uma instituição financeira quita a sua compra com a montadora;
  6. a moto é registrada no nome do proprietário, mas continua vinculada à instituição que financiou;
  7. então, o consumidor deverá pagar as parcelas definidas em contrato, até a quitação do saldo.

Trocando em miúdos, o financiamento consiste no empréstimo de um valor que você não tem, para que pague ao longo de um período maior. É justamente por isso que a avaliação de crédito é um procedimento tão criterioso. Afinal de contas, as instituições financiadoras se expõem à possibilidade da inadimplência.

No fim das contas, não existe nenhuma lista com os critérios avaliados por cada instituição, pois o grau de exigência pode variar de uma empresa à outra. Ainda assim, podemos citar os fatores mais universais, como o nome limpo, renda comprovada e o histórico do consumidor.

As 5 melhores estratégias para garantir a sua aprovação

Infelizmente, muitos brasileiros têm suas solicitações rejeitadas, o que pode ocasionar certo constrangimento. E foi pensando nisso que nós decidimos elaborar este artigo, compilando as melhores estratégias para valorizar o seu nome no mercado, e assim, contrair o financiamento que você deseja.

Apesar da nossa intenção genuína em ajudar, vale lembrar que essas orientações não podem ser consideradas definitivas, e não significam uma garantia de aprovação. Ainda assim, são estratégias fundamentais no aumento do seu score de crédito, o que por consequência, tornará o seu CPF mais atraente para as instituições financiadoras. Veja só!

1. Limpe o nome

Esse é o ponto de largada, e caso você tenha alguma pendência em seu CPF, entenda que não existem atalhos para essa situação. Perceba que quanto maior o período em que o seu nome estiver negativado, menor será a sua pontuação no score de crédito. Quanto menor a sua pontuação, mais tempo será necessário para fazer com que o mercado volte a confiar em você, enquanto consumidor.

Sendo assim, cadastre-se e acesse os dois principais bureaus de crédito do país:

Ambos funcionam como bancos de dados, nos quais as empresas anotam os clientes inadimplentes. Acessando esses portais você conseguirá visualizar as pendências existentes e também a sua pontuação de consumidor, que funciona como um termômetro para avaliar a probabilidade de você pagar as suas contas em dia. Portanto, isso determina o nível de confiança que o mercado tem junto a você.

Além de disponibilizarem os contatos dos credores e, eventualmente, descontos para quitação das suas pendências, essas plataformas também oferecem soluções como o Cadastro Positivo. Com essa ferramenta, você autoriza que os bancos de dados anotem a regularidade dos seus pagamentos, de modo que eles também passam a observar os seus acertos, e não somente os erros.

2. Priorize o banco de melhor relacionamento

Essa é uma dica um pouco restritiva, pois só vale para aqueles que já possuem uma conta corrente por vários anos em uma mesma instituição. Se você tem um relacionamento de longa data com algum banco, provavelmente terá a flexibilidade necessária para conseguir taxas de juros menores e também, aumentar as suas chances.

Afinal, o modelo estatístico que avalia uma aprovação tende a priorizar os clientes antigos em detrimento dos recém-chegados, pois conta com a vantagem de conhecer o comportamento do consumidor pelo histórico de longa data.

3. Apresente uma renda compatível

Um motivo relativamente comum para uma recusa está na incompatibilidade entre a renda do consumidor e o valor do bem financiado. De maneira geral, o mercado de crédito segue uma regra de não liberar financiamentos em que as parcelas ultrapassem 30% da renda do consumidor, diminuindo, assim, o risco de inadimplência. Nessa situação, confira os valores de renda compatíveis com as seguintes parcelas:

  • R$1.500 de renda para parcelas de até R$450;
  • R$3.000 para parcelas de até R$900;
  • R$6.000 para parcelas de até R$1.800.

4. Negocie com o banco no qual você é remunerado

Essa é uma estratégia excelente, pois para a instituição financeira, o risco de calote será absolutamente menor. Portanto, não deixe de negociar com aquele banco em que você recebe o seu salário, mesmo que não seja a mesma instituição com a qual você tenha o histórico mais longo.

5. Seja disciplinado

Em todos os aspectos! Porque mesmo que você tenha realizado todos os passos acima, ainda existe a possibilidade de ser recusado. Nessa situação, você pode se penalizar, remoendo que está sendo injustiçado e deixado de lado. Mas não é nada disso! Você limpou o seu nome, comparou as melhores instituições e estabilizou uma renda compatível à compra do bem. Para quem estava negativado, a evolução até esse ponto é óbvia!

Ainda assim, daqui até o momento da aprovação pode ser que você precise investir um pouco mais de tolerância. Por fim, apenas com a disciplina e o tempo que você conseguirá:

  • manter os seus pagamentos em dia;
  • aumentar o seu score para acima de 600 pontos;
  • sustentar um bom relacionamento com os bancos da sua escolha.

Até pode parecer muita coisa, mas é fundamental que você afaste aquele pensamento imediatista. Afinal, esse é o tipo de mentalidade que provoca ainda mais ansiedade, nublando o seu julgamento na hora de tomar as melhores decisões para o futuro. Portanto, siga essas estratégias, mantenha o seu CPF em dia e valorize o momento em que o mercado voltar a confiar no seu nome.

Gostou deste post esclarecendo a aprovação de financiamento? Então não perca a chance de receber nossas atualizações diretamente na sua timeline. Para tanto, acesse e curta a nossa página oficial no Facebook!

2 Comments
  • Gabriel
    2 anos ago

    Quero cena ciar uma moto

    • caio Cometa
      1 ano ago

      Olá, Gabriel. Por favor, preencha um pequeno formulário de cotação no site http://www.cometahondamotocenter.com.br. Um de nossos vendedores entrará em contato com você passando as melhores condições e ofertas.

Leave a Reply

Your email address will not be published.